>> Voltar a Home >> Enter to The Matrix!


EDITORIAL JUNHO 2009
Ficção Científica domina os cinemas neste mês, entre Star Trek, Exterminador do Futuro e Transformers
Henrique Drovandi 2009-06-19
Fala aí Galera! A Ficção Científica está botando pra quebrar. E este negócio de ficar falando que apenas os N.E.R.D.S curtem isto é uma puta idiotice. Se fosse assim os produtores de Holywood não iriam soltar filmes apenas para um bando moleques cheios de espinhas. Parem com esta bobagem. Ficção científica é coisa séria. Aqui vão vários argumentos que demonstram esta verdade. O resto é pura criação de rótulos e estereótipos.

Galileu Galilei
Foi o primeiro grande NERD? Falta do que fazer. Um dos maiores cientistas do planeta foi morto na fogueira da ignorância? Se ele tivesse um canal do Youtube, talvez não tivesse o mesmo destino? Foi um físico, matemático, astrónomo e filósofo italiano em 1564. Através de suas observações espaciais e com seu modelo de telescópio, mudou totalmente a forma de vermos o planeta Terra, derrubando a teoria do Geocentrismo. Sua primeira obra (não ficção??), comunicava suas descobertas ao mundo no livro Sidereus Nuncius ("Mensageiro das estrelas") em 1610. Em 1616 a Inquisição (Tribunal do Santo Ofício) pronunciou-se sobre a Teoria Heliocêntrica declarando que a afirmação de que o Sol é o centro imóvel do Universo era herética ( eles não tinham internet e nem google maps) e que a de que a terra se move estava "teologicamente" errada, contudo nada fora pronunciado a nível científico. Seria ele o vovô da ficção científica?

Júlio Verne
Quem Nunca ouviu falar de Viagem ao Centro Terra? Ou Volta ao mundo em oitenta dias? Vai me dizer que o Julio era NERD? Pelo amor de Deus. Um dos maiores escritores da literatura universal morava próximo a um porto frances e às docas, o que acabou estimulando a imaginação do escritor na sua infância. Suas rodas de amigos tinham muitos cientistas que acabavam lhe contando suas invenções. Hoje seus livros não são mais tão fantásticos, porque também já foram tão usados, contados e adaptados que a histórias parecem até crendice popular. Só que no século XIX era pura ficção. George Lucas ainda não tinha nascido. Até hoje Júlio Verne é o escritor cuja obra foi mais traduzida em toda a história, com traduções em 148 línguas. Do conjunto das obras dele, trinta e três foram levadas ao cinema, dando lugar a um total de noventa e cinco filmes, sem contar com as adaptações para séries de televisão. Chupa NERDS....

Isaac Asimov
Russo que morou nos Estados Unidos, foi o precursor do SCI-FI no século XX. Seus contos se baseavam em mistério, fantasia e até não-ficção ( como se chama isso realidade?). Ele começou lendo ficção científica aos 11 anos e aos 19 já estava publicando suas próprias histórias, vendidas para revistas do gênero. Seu títulos escritos passam de 500 e ainda teve tempo de redigir 90.000 cartas. O cara é tão importante que até recebeu um asteróide com o seu nome. Chupa NERDS...

"Haverá uma tendência para centralizar informações, de modo que uma requisição de determinados itens pode usufruir dos recursos de todas as bibliotecas de uma região, ou de uma nação e, quem sabe, do mundo. Finalmente, haverá o equivalente de uma Biblioteca Computada Global, na qual todo o conhecimento da humanidade será armazenado e de onde qualquer item desse total poderá ser retirado por requisição."
Trecho de seu livro

...Certamente, cada vez mais pessoas seguiriam esse caminho fácil e natural de satisfazer suas curiosidades e necessidades de saber. E cada pessoa, à medida que fosse educada segundo seus próprios interesses, poderia então começar a fazer suas contribuições. Aquele que tivesse um novo pensamento ou observação de qualquer tipo sobre qualquer campo, poderia apresentá-lo, e se ele ainda não constasse na biblioteca, seria mantido à espera de confirmação e, possivelmente, acabaria sendo incorporado. Cada pessoa seria, simultaneamente, um professor e um aprendiz.
Asimov, 1979.

Seus livros passam por Robôs, Impérios Galácticos, Viagens Espaciais, Lucky Starr ( não é Skywalker, dã!), Trilogia da Fundação e Nemesis ( nossa, não era do Capitão Kirk, Sr Volcano?) e ciência popular. O conjunto de sua obra é tão vasto quanto o universo. Junto com outros dois escritores, forma a Santíssima Trindade da literatura Sci-fi, junto Heinlein e Clarke.

Robert Anson Heinlein
Este escritor publicou várias obras entre 1940 e 1985 sobre viagens estelares, túneis celestes, planetas vermelhos, tropas estelares ( ainda não havia começado a Guerra dos Clones!), naves galileo, revoltas lunares, estrelas escondidas, monstros espaciais e muitos outros. Também faz parte da Liga da Justiça na literatura do Sci-fi. Chupa NERDS...

Sir Arthur C. Clarke
Além de escritor, era inventor. Estudou muito fisica e matematica, auxliando no desenvolvimento de um sistema de radar que foi crucial na II Guerra para os ingleses. O cara era tão foda que criou o conceito de satélite geoestacionário. A órbita geoestacionária também é conhecida, desde então, como órbita Clarke. Também em reconhecimento a Clarke, o asteróide 4923 foi batizado com seu nome, assim como uma espécie de dinossauro Ceratopsiano. Chupa NERDS...
Sua obra é muito forte, com títulos como 2001: Uma odisséia no espaço e Encontro com Rama. A própria história de 2001 é contada em várias épocas como 2010, 2061 e terminado em 3001!!! Outros títulos são Prelúdio a marte, Sentinela (será que tem o Wolverine?), Trilogia Espacial, O Vento Solar, Expedição à Terra e O outro lado do céu. E fecha a Santíssima Trindade da literatura Sci-fi, junto Heinlein e Asimov.

George Orwell
Com seu título 1984, George Orwell também contribuiu de forma magnífica para a ficção científica. Narrativa de um estado totalitário que é onipresente, (Nossa parece plágio do V de vingança?) com a capacidade de alterar a história e o idioma, de oprimir e torturar o povo e de travar uma guerra sem fim, com o objetivo de manter a sua estrutura inabalada (Hugo Chaves deve ter lido... ). "A Teletela era como que um televisor bidirecional, isto é, que permitia tanto ver quanto ser visto. Nele, o papel de parede (ou seja, quando nenhum programa estava sendo exibido) era a figura inanimada do líder máximo, o Grande Irmão."O título tem os números trocados com a data em que foi escrito em 1948. Chupa NERDS...

Detective Comics e Marvel Comics
Nesta efusão de vários contos fantásticos, surgiram várias editoras baseadas nestes tipos de histórias. Nisso se juntou a possibilidade de uma mídia ultra-moderna: os quadrinhos. Juntar os fantasiosos textos com desenhos foi algo mágico. Representava uma nova forma de se comunicar para a época, como um twitter hoje. Com isso surgiram vários heróis como Tarzan , Mandrake, Flash Gordon e Fantasma. E logo em seguida vieram vários títulos de super-heróis que são mais conhecidos hoje em dia, como Batman e Superman. A Marvel lançou também seu primeiro herói, o Capitão América. Formou-se então, ao longo dos anos, este vasto universo dos HQS que conhecemos hoje. Naquela época não tinha spolier. Chupa NERDS...

Stanley Kubrick
Realmente este não poderia ser NERD. Na infância, o moleque não era o "aluno exemplar". Raramente fazia as lições de casa e suas notas não eram das melhores. Mas apesar disso, tinha reconhecimento do pai em sua mente criativa. Começou no cinema com 22 anos e chegou até a sua obra-prima. Cinco anos de produção foram necessários para o desenvolvimento de 2001: Uma Odisséia no Espaço (1968) (2001: A Space Odissey), para muitos, a melhor ficção científica já filmada. Foi escrito ao mesmo tempo em que o livro homônimo de Arthur C. Clarke estava em produção. Clarke, inclusive, deu assistência na criação do roteiro. 2001 teve uma recepção fria da crítica, mas obteve sucesso junto ao público. Até hoje possui em sua força maior as músicas de Richard Strauss, Danúbio Azul, e Assim falou Zaratustra. Os efeitos especiais, inovadores para a época, garantiram ao filme um Oscar da categoria. George Lucas era criancinha e Han Solo ainda não tinha nascido. Chupa NERDS...

Parabéns pra você!!!
Nosso editorial acaba de completar 1 ano! É apenas um bebê. Mas ja é uma criancinha bem esperta e crítica, porque já meteu o pau em várias pseudo-celebridades e grandes empresas picaretas. Aos trancos e barrancos nós vamos seguindo. Imaginem o que tem por vir... Obrigado pela audiência.

Aquele abraço

Henrique Drovandi - E-Mail

Diretor & Editor


Pensamento profundo de Alfred E. Neuman
"Toda mentira tem um fundo verdade, principalmente quando o mentiroso não tem criatividade."




CULTZONE

Anunciar na CULTZONE  muito fcil

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!