>> Voltar a Home >> Enter to The Matrix!

***CULTZONE ADVERTE: INDICADO PARA MAIORES DE 14 ANOS, POIS ESTA PÁGINA CONTÉM UM BELO NUDE***


EDITORIAL DEZEMBRO 2009
Mercado dos games ť duramente atacado por senadores ficha-sujas!
Henrique Drovandi 2009-12-29
CULTZONE lança campanha combativa contra os senadores gamemaníacos

Para encerrar o ano em paz, n√≥s come√ßamos um dura campanha de informa√ß√£o do p√ļblico leigo sobre os malef√≠cios do projeto de lei que criminaliza os games no Brasil. Estamos fazendo uma cobertura jornal√≠stica incessante para destruir qualquer chance deste projeto ir adiante. E n√≥s contamos com voc√™ tamb√©m.

E-mail provocativo
Caro expectador, preciso explicitar um problema pessoal. Jogo video-games desde muito pequeno, e n√£o lembro quando comecei. Fiquei muito puto quando apareceu este projeto de lei. E ainda estava tramitando desde o ano de 2006 na surdina. "Cara, bixo... vai mexer com quem t√° quieto". Desde ent√£o decidi que a CULTZONE deveria entrar nesta luta herc√ļlea. De um lado o poder, ou "puder" como alguns dizem, e de outro, um ve√≠culo especializado com poucos recursos financeiros. Quem vencer√°? Aguardem os pr√≥ximos cap√≠tulos de "Adagas da paix√£o, o dia em que os senadores mexeram com jovens gamers". Parece t√≠tulo de novela da Record. Vou vender os direitos e divido com voc√™s que deram apoio...

Num arroubo de f√ļria, enviei o e-mail mais provocativo que j√° mandei para alguma autoridade nesta pa√≠s. Segue a transcri√ß√£o na √≠ntegra, enviado no dia 2/12/2009:

boa tarde

Ficamos sabendo atrav√©s da m√≠dia que o Senhor excelents√≠ssmo senador est√° com projeto para criminalizar a ind√ļstria do entretenimento de games.

Quem¬ √© voc√™ para legislar sobre o univeso dos games no Brasil? Foi chamada alguma audi√™ncia p√ļblica?
Foi consultada ABRAGAMES? Onde est√£o os embasamentos para a sua proposta?
¬ 
Seu projeto n√£o tem respaldo da sociedade, ser√° um ato pol√≠tico vazio. Os gamers de todo o Brasil¬ v√£o queimar seu nome em pra√ßas p√ļblicas como forma de ato pol√≠tico para o seu projeto de lei¬ aviltante.
¬ 
Daqui a pouco vai querer legislar sobre o cinema, o teatro, os jogos de bot√£o e de palitinho.
¬ 
Você não representa a classe do entretenimento do Brasil e nem na CHINA. Seu projeto vem de cima para baixo sem consultar a base e os maiores interessados no projeto. Crime é o seu projeto.
¬ 
Crime são os atos secretos do seu partido PMDB apoiados pelo Senador José Sarney. Porque vc não prende ele e cria uma lei que incrimina os atos secretos?
¬ 
Por favor espalhem aos quatro ventos esta insanidade.
¬ 
indignado
¬ 
Henrique Drovandi


CultZone contra o PL/170
Nos dias que se seguiram, uma enxurrada de informa√ß√Ķes foram coletadas para informar os gamers desavisados. Foram duas semanas intensas de mat√©rias e produ√ß√£o de imagens para alertar a galera.

Resultados
Após alguns dias começaram a surgir os frutos. O tal senador foi no programa da Record News. A repercussão deve ter ajudado na pauta. O twitter do Marcelotas, um dos mais seguidos do Brasil, foi palco também de um "twit". No CMI, a galera desceu a lenha no senador. Até a ABRAGAMES, associação dos produtores de games que estava na moita, teve de soltar uma carta aberta aos brasileiros.

O trabalho tit√Ęnico come√ßou a dar resultados. Agora ningu√©m ser√° pego de cal√ßas curtas.

Ficha-suja
E para coroar nossa campanha contra o PL170/06, o senador que o fez j√° √© alvo de outros processos por desvios de verba quando era governador de RO. Quer dizer o cara pode at√© se livrar do processo e dizer que √© santo, mas se est√° em ju√≠zo √© porque n√£o fez alguma coisa direito. √Č isso que mais me preocupa.

Como o cara (excelência!) pode legislar sobre alguma coisa que nem sabe? Vai fazer merda... (desculpas, só o lula pode falar estas coisas). E logo seremos nós gamers que vamos ter aguentar as consequências deste ilustre senador.

Se o cara j√° est√° sem credibilidade, muito mais ainda seu projeto de lei sem consulta √  popula√ß√£o interessada. Ponto para n√≥s! A luta continua.

Descarrego
Nós realmente estamos "zicados". Para conseguir que um cara desse venha meter o bedelho num mercado que está apenas engatinhando no Brasil. Se fosse o mercado de petróleo, gás ou outra commoditie qualquer, até justificaria uma discussão ( não uma guerra!) formal entre as partes. Mas poxa, os games que já estão vindo direto do Paraguai, onde tudo é falsificado ( até o padre é pegador lá), não vendem muito no Brasil formalmente. Segundo a Abragames, só 4% das vendas são lícitas.

Ao inv√©s de criar condi√ß√Ķes das empresas se instalarem e criarem novos postos de trabalho, soltam leis que v√£o afund√°-lo de uma vez por todas. E isto tamb√©m vai pro governo federal que d√° incentivo para empresas de carros e geladeiras, mas n√£o d√° nem bola para as empresas culturais e de entretenimento no Brasil. Total descaso. Estamos ao deus dar√°, ao l√©u das ondas no mar. Salve-se quem puder...

Por isso nós propomos um banho se sal grosso do pescoço pra baixo, para tirar a "nhaca".

Revolução nos cinemas
Bixo, torra a paci√™ncia ficar protestando. Ent√£o vamos mudar de assunto. Est√° acontecendo uma revolu√ß√£o nos cinemas mundiais que se chama "AVATAR". O filme do cineasta James Cameron mal estreou e j√° est√° sendo ovacionado pela cr√≠tica e o p√ļblico.

Colhi depoimentos supreendentes de pessoas que assistiram. "N√£o queria voltar mais para a realidade. Era um universo fant√°stico", segundo amigos. "√Č de ficar boquiaberto", segundo outros. E tem gerado tanta repercuss√£o devido aos efeitos e tecnologias utilizadas no filme.

As tomadas foram todas feitas em c√Ęmeras 3D especialmente feitas para o filme. E para assisti-lo, √© necess√°rio utilizar os tais √≥culos 3D. Os cen√°rios digitais foram totalmente criados pelos est√ļdios Weta, que fizeram o Senhor dos An√©is. Os personagens foram animados com capturas de movimentos. √Č pura magia do cinema. Confiram.



Pris√£o dos gamers
E para terminar o ano numa boa, aqui vai provavelmente, a policial que vai prender os gamers atr√°s das grades se jogar GTA... Pode me prender, amarrar...



Aquele abraÁo 

Henrique Drovandi - E-Mail

Diretor & Editor


Pensamento profundo de Alfred E. Neuman
"N„o admira que os polŪ≠ticos n„o dÍem ouvidos ŗ sua consciÍncia. Eles n„o aceitariam conselhos de um estranho!"




CULTZONE

Anunciar na CULTZONE ť muito fŠcil

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!